As três vidas

Quero falar com você sobre as Três Vidas, os tipos mais comuns, e uma delas é a que você vive.

Provavelmente, você tem uma dessas três vidas, mas hoje você pode escolher entre mantê-la, aumentá-la ou mudá-la totalmente.

Antes disso, preciso compartilhar uma informação triste: 

O último tipo de vida é o que todo mundo deveria querer, mas a maioria não vai conseguir.

Isso porque a maior parte das pessoas raramente pensa em energia e comprometimento na vida a longo prazo.

Desse modo, a maioria está apenas tentando reunir energia suficiente para viver seus dias tão ocupados e exaustivos.

Esse conteúdo é baseado no Livro “O Poder da Energia” de Brendon Burchard – eu li e achei que deveria compartilhar isso com você.

É ou não é verdade?

Quantas pessoas você conhece que passam a semana se arrastando, esperando o final de semana, para fazer o que querem?

Além disso, o grande problema é que, quando tem tempo, as pessoas acabam jogando todo ele fora, perdendo ainda mais.

Outro grande problema da correria do dia a dia, é que impede você de ter uma visão do que é real ou possível.

Portanto, se você tem uma visão turva e não consegue enxergar além do dia atual, fica difícil perceber a realidade.

Ou seja, você perde a visão de quem você se tornou, do que está fazendo e para onde está indo.

Às vezes, você precisa parar, refletir, perguntar a si mesmo como está sua satisfação, sua qualidade de vida.

Sei que para algumas pessoas isso é como se dar um luxo, e que a maioria julga não possuir esse direito.

Porém, é fundamental analisar se você está animado com sua realidade atual, com o futuro que você está criando.

Quando falo animado, quero dizer comprometido, cheio de energia e entusiasmo – sei que todo mundo precisa disso.

Carga de Energia

Então, digamos que o tipo de vida impacta em um nível de carga, com qualidades e intensidades diferentes.

Por exemplo, a carga emocional que temos na vida pode ser positiva ou negativa, ser de baixa ou alta intensidade.

Desse modo, poderíamos concluir que o estado ideal de vida seria com um nível de carga positiva de alta intensidade.

Mas, você tem esse nível de carga?

Quero te fazer mais algumas perguntas:

  • A qualidade e intensidade da carga que você sente todos os dias são o que você sempre esperou sentir?
  • No seu trabalho, você tem o nível de carga que inspira você e os outros?
  • Nos seus relacionamentos, seu nível de carga expressa seu amor e afeto por eles?

Então, quero te mostrar os três tipos de vida, e mais, como criar estrategicamente uma Vida Intensa.

A Vida Presa

Vida Presa

Esse é pior tipo, onde as pessoas vivem uma vida presa, presa no passado ou nas expectativas dos outros.

Essas pessoas geralmente não saem da zona de conforto, não rompem com os limites que elas ou outras pessoas pré-estabeleceram.

Por terem permitido que terceiros ou o passado ditassem quem elas são, suas vidas e identidades estão presas.

Desse modo, elas estão cheias de crenças a respeito do que é possível para elas, e pior, até do que é real.

Só existem duas maneiras de romper com a Vida Presa, sair dessa prisão, aumentar a qualidade e intensidade da carga.

Na verdade, para que haja uma mudança efetiva na sua vida, geralmente precisamos de pelo menos uma de duas premissas:

  1. Repetição concentrada de um novo hábito (pensamento, comportamento, etc);
  2. Um forte impacto emocional.

Assim, para sair dessa prisão, vai ser necessário que sua vida vire de cabeça para baixo, por acaso ou destino.

Ou, você escolhe proativamente olhar além dos limites da aprovação dos outros e do medo, e começar a agir.

Então, você pode escolher agora mesmo começar a criar uma nova vida, e começar o processo reformulando sua autoimagem.

Além disso, pode escolher uma nova vida, se esforçar para torná-la real, trabalhar seu mindset, alinhando seus pensamentos e comportamentos.

A Vida Acomodada

Vida Acomodada

Muita gente não chega a ter uma vida presa, e por causa do trabalho, das circunstâncias, tem uma vida acomodada.

Algumas pessoas com este estilo de vida, até buscam oportunidades e seguem caminhos para a independência e para a liberdade.

Desse modo, elas possuem bens, casas, carros, cônjuges, filhos, são comprometidas e até se sentem gratas pela vida que tem.

Se você olha rapidamente parece que estão felizes, que vivem uma boa vida, mas se você pergunta sobre suas vidas…

É provável que elas respondam: “Bem, as coisas não estão tão boas assim… ”

Quando elas chegam a essa conclusão, geralmente outras perguntas começam a martelar suas mentes, tais como:

  • Será que é isso mesmo que eu queria?
  • Será que é tudo que terei?
  • Estou vivendo como eu ou como outra pessoa gostaria?
  • Será que não posso ser, fazer e ter mais do que isso?

Porém, o que as mantém estagnadas na Vida Acomodada, é que quando essas perguntas surgem, as seguintes afirmações vem junto:

  • Você não já tem boas coisas?
  • Deveria ser mais grato
  • Não pode ser feliz com o que já tem?

E, apesar de não ser tão forte como uma jaula de uma Vida Presa, você começa a sentir preso.

Contudo, é um tipo de vida que gera inquietude, não chega a parecer sem sentido, mas se torna misteriosa:

  • Como cheguei até aqui?
  • Para onde vou agora?
  • Cadê meus sonhos?

Mas, a pessoa acomodada tem poder de expressão, já mostrou isso, mas se acomodou.

Agora, tem uma semelhança irrefutável entre a Vida Presa e a Vida Acomodada:

Se estão em uma prisão ou nas armadilhas do sucesso, as duas devem querer mais cor, variedade, criatividade, liberdade e conexão.

Se você se identificou com um desses tipos de vida que citei acima, provavelmente, você quer mudar e o que você busca é uma Vida Intensa.

A Vida Intensa

Vida Intensa

Se você vive uma Vida Intensa, tem a vida que quer, sem cobiçar nem procurar viver a vida de outras pessoas.

Viver uma Vida Intensa é ter alegria do controle, da presença, é não estar preso à rotinas ou habilidades antigas.

Além disso, pessoas intensas estão envolvidas no presente, querendo e se lançando em desafios que aumentem suas habilidades.

Como seria viver uma vida sem questionar seus méritos, nem duvidar da sua força, e se concentrar na contribuição?

Quem olha uma pessoa Intensa acha que ela ultrapassa qualquer limite ou obstáculo e vive uma vida maravilhosa.

Mas a verdade é que pessoas com altos níveis de energia gostam do caminho em que estão, independente dos contratempos que apareçam.

A grande característica de uma Vida Intensa é viver profundamente animado para enfrentar os desafios e criar o próprio destino.

Portanto, diferente dos presos e dos acomodados, não estão pedindo à realidade ou à vida que os tornem seguros ou satisfeitos.

Na verdade, querem as oportunidades de mudança e crescimento, servir e contribuir com o mundo.

Seu slogan poderia ser: 

Não pergunte o que o mundo está dando a você, mas o que você está dando ao mundo.

Muitos Intensos já foram presos ou acomodados, ou até as duas coisas, até porque é da natureza humana primeiro submeter-se.

Mas, depois eles se tornam mais assertivos, cooperativos, comprometidos, depois descobrem seu chamado.

Desse modo, a Vida Intensa nos atrai depois de fazermos o que deveríamos fazer, de nos tornarmos quem pensávamos, depois de vivermos como acreditávamos que tínhamos que viver.

Então, a segurança, o conforto e o envolvimento nos atingem, e a inquietude e a vontade de revolucionar nos mandam em busca de mais aventura e sentido.

Conclusão

Você agora conhece as Três Vidas e pode escolher que tipo de vida deseja viver daqui para frente.

O primeiro passo é sempre a consciência, saber onde você está, em seguida, definir onde quer chegar e traçar um plano.

Os únicos dias que você não pode fazer nada são ontem e amanhã, e enquanto você está vivo, pode viver uma Vida Intensa.

O tipo de vida que você vive tem um nível de carga que pode ter qualidades e intensidades diferentes.

Se tivéssemos que fazer algumas comparações, seria assim:

  • A Vida Presa faz ver o mundo como assustador, a Acomodada como obsoleto;
  • A pessoa presa acha que não tem potencial, a acomodada acha que chegou ao seu máximo;
  • A pessoa com a Vida Presa se sente limitada por condições externas; a pessoa presa acha que não tem poder e, portanto, não usa sua voz;

Vamos entender as diferenças pelas perguntas que fazem:

  1. A pessoa que vive a Vida Presa pergunta: Vou sobreviver? Seu foco está na dúvida, não sabe se vai estar segura ou se vai se ferir.
  2. A pessoa que vive a Vida Acomodada pergunta: Serei aceita e bem-sucedida? Então se concentra em se adequar e satisfazer.
  3. A pessoa que viva a Vida Intensa pergunta: Estou vivendo a minha verdade e realizando todo meu potencial? Tenho uma vida inspirada e inspiro outras pessoas?

Agora é com você…

Você precisa parar e analisar as sementes que está plantando para colher no seu futuro.

Como eu disse acima, a pessoa acomodada acha que a vida é misteriosa, enquanto o Intenso vai achar a vida mágica e cheia de sentido.

Além disso, a pessoa acomodada vê o mundo como familiar, portanto, obsoleto, enquanto o Intenso vê possibilidades excitantes e ilimitadas de crescimento e progresso.

Você pode escolher aumentar a qualidade e a intensidade da sua carga de energia, isso vai te impulsionar para uma Vida Intensa.

Você pode decidir hoje sair da jaula, da zona de conforto e viver uma Vida Intensa, tudo depende exclusivamente da sua decisão hoje.

Espero que esse conteúdo ajude você a começar a traçar um futuro brilhante, cheio de propósito e realizações.

Boa sorte.

Artigo anteriorDiabetes: Melhores Dietas para Perder Peso
Próximo artigo6 Passos que Transformam os Desejos em Ouro
Minha Missão é Ajudar Você à Atingir a Alta Performance! Este site serve compartilhar um pouco da minha vida, minhas sacadas e o que faço para viver mais e melhor, com alta performance.