22.3 C
Rio de Janeiro
26/09/2020

Se você também quer mudar sua vida, transformar o seu corpo, sua mente e sua vida financeira, está aqui como eu fiz isso…

Você não é como 90% das pessoas e vai entender porquê…

Meu nome é Asllan Maciel, nasci no Rio de Janeiro e ganho dinheiro trabalhando em casa (home-office), especialmente pela internet.
 
Pra mim, trabalhar em casa significa que eu não era feliz tendo um chefe, significa que assumi o controle total da minha vida, significa ter mais liberdade de tempo e dinheiro, investir, vencer desafios, desenvolver sites e criar conteúdo.
 
Hoje casado com a Caroline Oliveira e pai de duas lindas princesas (Anna Luiza & Vitória), razões da minha existência e determinação… Tenho uma família e um lar com muito amor envolvido.

Minha História Resumida

Eu nasci em 13 de outubro de 1983, e cresci numa família com poucos recursos financeiros, mas um amor incondicional. Fiz tudo que uma criança normal nos anos 80 faria – todo tipo de “pique”, vídeo-games (tive tele-jogo, nintendo, master system e alguns outros), pipas, bolinhas de gude, e todo resto…
 
 
Acho que sempre fui um menino “meio diferente”, que pensava diferente, que não se enquadrava tanto nos padrões, que queria saber mais sobre as coisas, entender como o mundo funcionava, do que as coisas eram feitas, o segredo das coisas, o que ninguém conta, aquelas coisas que você não se conforma em não saber, etc – entre perguntas que deixavam meus pais “enrubescidos” (rsrs).
 
Sempre fui muito positivo e tentei ver o lado bom das coisas, das pessoas – mesmo sofrendo com tamanha ingenuidade as vezes.
 
Sempre tentei ajudar as pessoas, e isto é uma marca na minha família – Meus avós eram assim, sabe aquele tipo de gente que ajuda todo mundo, seja conhecido ou desconhecido, e que até se voluntaria para criar filho dos outros? Pois é…
 
Obviamente isto não é tão inteligente, mas é um pouco de inconformismo com injustiças, sofrimento, etc.
 
Quando criança meus pais, apesar de não terem tantos recursos financeiros, conseguiram, com muito esforço, nos dar coisas que muitas crianças adorariam, mas que não podiam, que não eram comuns aos meninos onde eu morava.
 
Mas, eles (meus pais: Luiz e Izaura) não tinham, digamos, um “bom plano financeiro“, então, alguns anos depois as coisas ficariam um pouco mais apertadas.
 
Infelizmente, algumas fatalidades aconteceram, como a morte do meu irmão mais novo, aos seus 19 anos de idade – triste demais isso! Como foi difícil para todos nós superarmos isso, ainda mais alguém que estava começando a vida! Lágrimas vem aos olhos imediatamente, só de lembrar, só de pensar… Esta é uma dor daquelas que não tem remédio que cure, nunca…
 
Enfim, vamos mudar de assunto…
 
Cresci e esta situação mais difícil, financeiramente falando, me fez começar a trabalhar cedo, aos 15 anos, pois queria muitas coisas e meus pais não podiam me dar.
 
Inicialmente eu ajudava meus pais com serviços – não era trabalho escravo, trabalho infantil… rsrs eles apenas prestavam serviços e eu propus ajudá-los em troca de comissão – fazendo uma poupança pra conseguir algumas coisas que eu gostaria de ter.
 
Pouco tempo depois, eu estava fazendo serviços “digitais”, usando meu computador da época, um AMD K6, com Windows 98!
 
Comecei a fazer capas de fitas de vídeo, cartões de visitas, e até fiz um mini-cd de cursos digitais.
 
Surgia um pequeno empreendedor e isto me movia com entusiasmo, já que um adolescente conseguindo fazer algum dinheiro sem depender totalmente dos pais era desafiador…
 
Continuei estudando até completar o meu ensino médio, e já comecei a pensar sobre a faculdade…
 
Na época, eu já programava e criava sites em HTML (No Microsoft FrontPage e depois no Macromedia Dreamweaver), além de sistemas em Delphy, SQL, Access, etc… Coisas da época.
 
Voltando… Então, as escolhas mais óbvias de faculdade pra mim, eram as ligadas a tecnologia, TI, etc.
 
Antes de falar sobre a faculdade, deixe-me contar sobre meu estágio “obrigatório”
 
Quase terminando o ensino médio, fui contratado por uma empresa de tecnologia, após verem um projeto que desenvolvi, na época, baseado no Cadê – primeiro site de buscas brasileiro.
 
O sistema basicamente buscava sites e conteúdos por palavras-chave – Pena que não levei tão adiante o projeto por ter me envolvido tanto, como estagiário, no desenvolvimento de sistema para governo eletrônico; eram sistemas grandes, complexos. – Surgia o Google nesta época.
 
A parte boa do estágio é que me ensinou a programar com maestria, totalmente na prática – O supervisor dos estagiários me deu um livro bem grosso onde estavam baseados os projetos, e uma semana para me adequar à metodologia (PHP/POO); Eu estava tão empolgado que em uns 5 dias já “dominava” (precisava de ajuda as vezes, normal) aquilo.
 
Voltando a questão da faculdade…
 
Alguns dos meus colegas de estágio já faziam faculdade e estavam ali, não como estagiários, mas como programadores contratados, efetivados.
 
Estes mesmos colegas falavam com certa irritação sobre suas faculdades, como parecia que estavam perdendo tempo lá, já que o mundo da tecnologia, especialmente ligado a internet sempre se movimentou muito rapidamente.
 
Não esqueço uma das frases:
“Que m3rd@! #$%# eu não fui para faculdade para aprender o que é mouse!”
Eita… rsrs
 
Então, diante de vários relatos, mesmo prestando vestibular e passando, decidi não fazer faculdade naquele momento, e pensar mais sobre a questão.
 
Continuei meu estágio, mesmo tento concluído o ensino médio, além de começar a fazer cursos no tempo que era ocupado pelo colégio. Assim, passava o dia todo fora estudando e já trabalhando, com apenas uma ajuda de custo no estágio é claro.
 
Interessante é que o pessoal efetivo do estágio gostava de falar sobre o “rio de dinheiro” que os chefes ganhavam de prefeituras (governo) pelo desenvolvimento dos sistemas e, em seguida, pelo suporte.
 
Isto aguçou a inteligência daquele menino que gostava de entender como as coisas funcionavam, como poderia fazer uso mais eficiente do conhecimento, como usar as informações corretas para continuar avançando.
 
Mas, mesmo enxergando um mundo de possibilidades, estava acomodado, ocupado com estudo, recém chegado no mercado profissional – e não tinha as informações disponíveis tão facilmente quanto temos hoje.
 
Acabei aceitando me tornar efetivo, funcionário, já que o período de estágio obrigatório tinha terminado. O triste é que o que me ofereceram era uma parte tão pequena do que eles ganhavam
 
Mas, sabe aquela coisa de que: Se você não trabalha pra você, você trabalha para construir o negócio, a fortuna, o sonho dos outros? Pois é…
 
Mesmo assim aceitei e continuei fazendo meu trabalho da melhor forma possível, sempre tentando me superar, tanto que fui reconhecido diversas vezes por isso, e fui assumindo novas responsabilidades, sem acréscimo do faz me rir ($$$)… rs só rindo mesmo…
 
Um outro ponto interessante, é neste ponto alguém da família parece que “sempre sabe” o que é melhor pra você, sempre dá uns palpites de algo que vai ser melhor do que o que você tem… Sim, eu concordo que as vezes isso acontece, que é para melhor, e tal…
 
No meu caso, meu pai pelo menos via meu potencial e sempre falava sobre o que seriam oportunidades melhores de trabalho.
 
Nessa, acabei indo conhecer um amigo do meu pai que era consultor, treinador corporativo (na época ninguém falava coaching) de grandes empresas. Era um empreendedor, empresário solitário, mas que ia muito bem nos negócios, ou nem tanto quanto uns pouco anos antes.
 
Depois de algumas horas de conversa, ele achou que eu era tudo que ele precisava para cuidar do seu marketing e tecnologia, assuntos que ele não dominava, e nem pretendia concentrar seu foco.
 
Comecei a trabalhar com ele, em seu próprio escritório, sem parar de trabalhar na empresa de tecnologia, aquela mesma do estágio, e ainda fazendo curso – imagine alguém que passava horas e mais horas em transporte público – é, não tinha Uber, e táxi seria meio inviável.
 
Acabei pedindo demissão da empresa de tecnologia, enxergando um mundo de possibilidade com este consultor.
 
Mas, engraçado que nem chegaram a assinar minha carteira, portanto, é virgem até hoje, continue lendo para saber porquê…
 
Infelizmente, o menino esperto demais, analisou os contratos com as grandes empresas e meu próprio contrato a ser assinado com este tal consultor, e percebeu que não era bem o caminho que gostaria de trilhar – não saí de um emprego para trabalhar com um pouco mais de liberdade e conforto apenas para construir o sonho de outra pessoa, queria começar a construir o meu, já, o mais rápido possível!
 
Decidi largar tudo, exceto o curso que eu conclui em poucos meses!
 
Decidi trabalhar 100% por minha conta, assumir completamente os remos deste pequeno barquinho.
 
Vou te confessar, foi difícil, bem difícil… 
 
Meu pai trabalhou a maior parte da vida como empregado e teve um fim nada atrativo – especialmente porque teve que se demitir, a empresa era de um familiar, anos não foram declarados, comprometendo a sua aposentadoria, e nem pôde processar por questões puramente familiares – em relação ao profissional e começou a empreender.
 
Mas ele não tinha boas referências, então sempre foi um tanto limitado… Assim, eu tinha uma grande ambição, mas também não tinha referências tão boas sobre empreendedorismo.
 
O lugar onde eu morava não tinha empreendedores, exceto alguns poucos não tão profissionais e que não tinham o tipo de vida que eu estava imaginando.
 
Porém, eu continuava acreditando…
 
Mas, como sempre, não faltou alguém da família insistindo para eu fazer algum concurso, arrumar algum emprego, fazer alguma coisa, sair de casa…
 
Estar em casa era como ser um “vagabundo profissional“! rs Ainda mais quando você não é totalmente independente financeiramente!
 
Eu discuti várias vezes, com muitas pessoas, familiares e amigos, dizendo que acreditava na recém conhecida internet…
 
Eu falava sobre sites, sistemas e como isso poderia gerar fluxo de renda, como poderia mudar o mundo – e hoje ainda continuo acreditando, ainda mais porque é bem real e comum, fato!
 
Eu testei muitas coisas, virei noites trabalhando, criando coisas, sites, sistemas – jogando também né (CS, Commandos, SinCity, Need for Speed, Battlefield e por aí vai), era um menino ainda rsrs.
 
Mas confesso que monetizar isso não era assim tão simples… Foi quando comecei a fazer as pesquisas clássicas:
  • Renda extra
  • ganhar dinheiro em casa
  • trabalhar em casa
  • ganhar dinheiro na internet
  • ganhar dinheiro rápido
  •  por aí vai…
Logo tava com uma overdose paralisante de informação!
 
Mas, já vou dizer que na época, os que tinham mais resultado vendiam cursos (infoprodutos) que ensinariam como você ganharia dinheiro e teria liberdade trabalhando pela internet – Nada mais que comprar seus cursos e indicá-los em troca de comissão (o que seria o mercado de afiliados) – me parecia meio enganoso e não tão justo com as pessoas. O que você acha?
 
Enfim, depois de não ter muito êxito por este caminho, resolvi prestar serviços gráficos usando basicamente as primeiras versões do Photoshop e do Corel Draw.
 
Além disso, oferecia serviços de desenvolvimento de sites e sistemas. Esta parte já foi ficando interessante, porque conseguia fazer sites inteiros em poucos dias e tinha ganhos bem interessantes.
 
De lá para cá surgiram novos desafios e evoluí bastante, trabalhando online – Desenvolvendo sites, sistemas, com marketing digital e como afiliado.
 
Atingi ganhos financeiros diferenciados, sem perder minha liberdade – não é comum, mas as vezes simplesmente me dou folga e vou pra piscina, vou fazer um churrasco, passear, viajar, fazer algo divertido ou estar com as pessoas que amo…
 
Atualmente as coisas estão indo por novos rumos, novas responsabilidades, passos mais ousados…
E nunca antes me desenvolvi tanto quanto tenho crescido.
Agora, (é um fato!) Eu errei muito até chegar aqui, passei por muito sofrimento, muitas perdas, muitas decepções, dor física, dor emocional. E não vou ser leviano em dizer que vai ser diferente com você se estiver buscando o sucesso.
 
Mas, “homens/mulheres” de verdade, que sofreram dores de verdade, com os “piores passados”, são os que construirão histórias significativas, não tenha dúvida disso.
 
Eu não sou diferente de você, muita coisa precisei perder para dar valor!
 
Mas decidi mudar a direção! Nem sempre (quase nunca mesmo) conseguimos mudar de vida rapidamente, ganhar dinheiro rapidamente, ficar com abdome tanquinho, sarado, fluente em vários idiomas, conquistar sonhos antigos e novos rapidamente, mas mudar direção imediatamente é totalmente possível.
 
Eu sou prova disso e vou ajudar você nesse caminho, você não estará sozinho a partir de agora!
 
Como diz, se não me engano, Augusto Cury:
“Uma pessoa inteligente aprende com os seus erros, uma pessoa sábia aprende com os erros dos outros…”
Escolha ser Sábio! Você não precisa errar tanto para conseguir chegar lá!
 
Mas, se tiver que errar, erre logo, corrija e continue avançando…
 
Seu sucesso vai depender da sua resiliência, de quantas vezes fracassou e continuou tentando.
 
Eu resolvi mudar radicalmente minha vida, meus hábitos, meus pensamentos, minhas finanças, tudo mesmo…
 
Não é que não estava bom, que não era feliz – acredito que a felicidade é intrínseca, é interna – mas eu queria ir para o próximo nível em tudo, em todos os papéis que eu tinha na vida, inclusive optando por deixar alguns destes papéis (20% +/-) que eram responsáveis por 80% do meu estresse – Famoso Princípio de Pareto se aplica a tudo, impressionante!
 
Consegui conquistar minha liberdade financeira, o corpo que eu estava buscando, mas não pense que algum dia eu vou me conformar com alguma coisa… Não se conforme também!
 
Quanto mais sua mente expande, mais você quer – é um caminho sem volta…
“A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original”. (Albert Einstein)
Tente ler alguns destes livros:
Posso recomendar dezenas aqui… Mas estes já vão acender o pavio da mudança.
 
Depois de encontrar algumas formas de viver mais e melhor, com mais eficácia pessoal e profissional, resolvi compartilhar com você, ajudar você, pelo menos a começar a trilhar a estrada da mudança.
 
Mas como você deve saber, este porta se abre pelo lado de dentro – Precisa de uma decisão sua!
 
Você pode ter muito a perder, ou nada a perder, não importa…
 
Se você não está vivendo a vida que sempre sonhou viver, e se você realmente pretende fazer isso um dia, comece hoje, agora, neste momento – mesmo que tenha que fechar este site e simplesmente agir.
 
Não deixe ninguém dizer como vai ser seu futuro ou o que você não é capaz de fazer. Veja os exemplos, inspire-se, molde-se, mude hábitos se for necessário, construa novos pensamentos mais fortes, domine suas emoções e seja inteligente.
 
Aja agora – é SÉRIO!
 
Se você está buscando transformação real, eu posso te ajudar, este site vai te ajudar.
 
Agora, para isso é importante um primeiro passo – sabe qual? Agir!
 
Sabe o segundo? Entrar em contato comigo e me contar sobre seus maiores desafios ou maiores obstáculos.
 
E não prometo a você nada menos que o melhor conteúdo, a melhor resposta, as melhores sacadas que podem fazer você virar a chave para viver uma VIDA EXTRAORDINÁRIA!
 
Esta é uma parte da minha história, com um pouco de motivação… não é tão comum eu contar as pessoas, mas acho importante você me conhecer, afinal, estamos construindo uma relação aqui, certo?

Os assuntos que mais chamam minha atenção são:

  • Mindset
  • Saúde, Alimentação Saudável e Boa Forma
  • Finanças, Economia e Investimentos
  • Marketing (Digital) e Vendas
  • Desenvolvimento Web
  • Empreendedorismo e Trabalho em Casa
  • Relacionamentos Interpessoais
  • Autodesenvolvimento

Para quem estou escrevendo?

Para pessoas que querem mais da vida; esta é a primeira e fundamental qualidade do meu público.
 
Se você não tem motivos para querer melhorar, não deverá encontrar nada de tão interessante aqui.

Escrever Regularmente – Prometo!

Obviamente que eu crio conteúdo com objetivos, por exemplo, criar autoridade, criar uma audiência, uma comunidade, e faço isso também para pagar minhas contas – falo mais aqui.
 
Talvez todo conhecimento que compartilho aqui possa ser empacotado e virar um livro, nem que seja um ebook, mas enquanto isso…
 
Vou escrever o que penso, mas acima disso, o que pode adicionar valor
 
Veja bem, eu gosto de escrever, mas poderia estar concentrando meu tempo em meus diversos negócios
 
No entanto, quero compartilhar com você uma declaração que faço todos os dias, antes do sol nascer, enquanto tomo o banho mais gelado possível:
 
Eu repito estas palavras – as vezes continuo fazendo outras declarações, mas esta é a base:
Sou forte, saudável, corajoso
Sou 100% positivo
Sou bem-sucedido em todas as áreas da minha vida
Estou cada dia melhor
Sou um empreendedor de sucesso
Tenho a missão de abençoar milhares de pessoas
Adiciono valor a vida das pessoas
Ganho uma fortuna fazendo o que eu amo!
Sou realizador, magnético, inspirador, atencioso, carinhoso e generoso!
Com esta declaração, você pode perceber que me comprometo a abençoar pessoas, adicionar valor, inspirar e doar.
 
É por isso que escrevo aqui, é por isso que crio conteúdos.
 
O fato de estar contribuindo para um mundo melhor é realmente incrível!
 
Isto é significativo pra mim…
 
E é libertador falar o que pensa, mesmo que alguns não concordem comigo e nunca mais voltem ao meu site.
 
Além disso, considero uma aventura constante, sempre descobrindo coisas novas, buscando informações, apenas para, primeiro ajudar você, em seguida, me auto aperfeiçoar.
 
Você precisa de ajuda? Me ajude a saber seus principais desafios, seus principais obstáculos… Quem sabe eu não conheça um atalho? Mande uma mensagem para mim agora!

Mindset

Acredito que o fator determinante para o sucesso de qualquer indivíduo é entender e moldar sua mente para atingir objetivos específicos.
 
Você é o que você pensa, o que você acredita que é…
 
Todo seu mundo exterior é reflexo do seu mundo interior, sua mente, suas crenças, seu jogo interno.
 
Para que algo se torne real para você, precisa se concebido primeiro na sua mente.
Se você acredita que não pode, você está certo…
Se você acredita que pode, também está certo!

Conclusão

Sou um cara comum, que acorda todos os dias antes do sol nascer (praticamente) porque tem sede de viver, de ver seus sonhos se realizarem, de ver como Deus faz coisas que nos surpreende… sou muito grato!
 
Não me acho melhor do que ninguém! Acredito que tudo que uma pessoa faz a outra é capaz de fazer…
 
E, tudo que você gostaria de ter e não tem é porque ainda não sabe de alguma coisa…
 
São estas coisas que eu ainda não sei que me fazem levantar da cama todos os dias para descobrir.
 
Sabe aquela coisa de motivação (motivo para ação)? Sinto que apenas o fato de estar vivo significa que há um propósito nisso, e cumprir este propósito é suficiente para eu nunca querer perder tempo, nunca desanimar.
 
Espero que, de algum modo, minha existência contribua significativamente com a sua!
 
Somemos força então para criarmos um mundo melhor, mais inclusivo, próspero e feliz.
 
Amor é o que move as coisas e não é por nada além disso que eu vivo, que eu estou aqui agora falando com você.
 
Aproveite, conecte-se comigo…
 
Um abraço apertado deste seu amigo,
 
Asllan Maciel 
Get access to
FREE resources
+ exclusive freebies
Subscribing to our newsletter has many benefits:
• Get access to free resources
• Exclusive freebies
• Great exclusive offers
No spam ever, unsubscribe anytime.
Yes, please