mindfulness - atenção plena

Quer dominar sua mente para reduzir o estresse, melhorar a saúde, ter mais consciência e ser mais produtivo?

Tudo isso é possível sim, leia este post e veja como isso é possível com um pouco de prática e utilizando uma técnica ainda pouco explorada chamada mindfulness.

Mindfulness (em inglês) ou atenção plena é uma forma de controlar sua atenção para o presente momento utilizando sua mente consciente.

A ideia é não fazer julgamentos e aceitar todo tipo de pensamento, fantasia, recordação, sensação e emoção como são percebidas.

Mindfulness, no contexto budista, seria uma técnica para manter na mente a informação correta.

Meditação era algo muito religioso, hoje em dia é recomendada em tudo que é livro, por todos os “gurus de alta performance”, e hoje é um mercado bilionário.

Geralmente usamos mindfulness através de algumas técnicas de meditação e exercícios, para justamente ter mais consciência dos nossos processos mentais e nossas ações.

Não vou discutir aqui sobre questões filosóficas e conceituais sobre “atenção plena” do ponto de vista da psicoterapia e nem sobre o aspecto religioso.

Vou tentar ser o mais objetivo possível.

Nossa mente se distrai com facilidade

Começamos a fazer alguma tarefa, de repente resolvemos olhar a notificação que acabamos de receber no celular e, geralmente, acabamos perdendo um pouco o foco.

Às vezes, nem conseguimos recuperar a consciência do que estávamos fazendo.

Focar nossa atenção em uma tarefa pode ser um desafio enorme, e a mindfulness, com a meditação, pode nos colocar no momento presente.

Em resumo, a gente quer usar a técnica de Mindfulness para otimizar nossa atenção e desenvolver um nível maior de concentração.

Mas os efeitos desta técnica vão muito além de uma mente atenta, pode ajudar a melhorar sua saúde e até seu nível de felicidade.

Em um estudo publicado na Science, pesquisadores da Universidade de Harvard (EUA) apontam que em 46,9% do tempo não estamos prestando atenção no que fazemos.

Mas os dados da mesma pesquisa também comprovam que somos mais alegres quando ações e pensamentos se alinham.

“Mindfulness é ter atenção plena, deixar de fazer as coisas no piloto automático e começar a notá-las, conseguindo fazer escolhas mais conscientes”, afirma Alexandre Lunardelli, sócio fundador da Academia de Mindfulness, em São Paulo.

Você vai conseguir melhorar o foco, sua produtividade e ainda ter mais autocontrole.

Mas, isso também vai servir caso você queria diminuir sua ansiedade e seu nível de estresse.

Por quê praticar Mindfulness?

Eu já falei sobre diversos benefícios da Mindfulness, mas aqui estão mais alguns motivos que podem convencer você a se aprofundar neste assunto:

  1. Reduz o estresse – literalmente.
  2. Nos permite conhecer quem realmente somos.
  3. Pode melhorar o aproveitamento escolar.
  4. Pode ajudar as pessoas com artrite a lidar melhor com o estresse.
  5. Provoca mudanças no cérebro como forma de proteção.
  6. Funciona como um “botão de volume sensorial” do cérebro.
  7. Faz a música soar melhor.
  8. Mesmo quando não estamos praticando formalmente, Mindfulness trás benefícios.
  9. Aumento da consciência corporal, do auto-conhecimento, da regulação da emoção e da regulação da atenção.
  10. Auxilia no trabalho de médicos (e provavelmente outros profissionais cuidadores).
  11. Faz de você uma pessoa melhor.
  12. Auxilia na redução do estresse associado ao câncer.
  13. Pode ajudar os idosos a se sentirem menos solitários.
  14. Pode diminuir os seus gastos com saúde.
  15. Pode nos ajudar a combater gripes de inverno.
  16. Reduz o risco de depressão entre as mulheres grávidas.
  17. Também reduz o risco de depressão entre os adolescentes.
  18. Pode ajudar na perda de peso.
  19. Ajuda você a dormir melhor.

Como se Beneficiar da Mindfulness

Permita-se “refletir e sentir” sobre suas emoções, seus pensamentos…

Medite sobre suas emoções quando possível.

Eu costumo fazer isso enquanto caminho pela manhã – alguns chamam isso de caminhada meditativa.

Domine suas emoções mas sem lutar contra elas.

Tente identificar quais necessidades suas não estão sendo atendidas, como você tem se sentido e como usar as emoções para melhorar suas ações.

Pratique a gratidão

Logo depois que eu acordo, vou tomar um banho bem gelado (é um hábito, independente do clima) e depois de fazer algumas declarações positivas, eu manifesto gratidão.

Agradeça por estar vivo e por ter o que você tem! E, mesmo que esteja passando por um momento difícil, encontre coisas pelas quais é grato.

Experimente uma refeição contemplativa

Meus avós diziam: “Hora da refeição é uma hora sagrada!”…

Hoje em dia, a gente senta para comer e mexe no celular enquanto vê TV.

Sei o quanto nosso cronograma diário é apertado, mas é importante ter pelo menos uma refeição tranquila e consciente.

Quero dizer uma refeição em silêncio e à mesa, preferencialmente.

Se for possível, você pode fechar os olhos e degustar cada garfada de maneira contemplativa.

Elimine as distrações

Como é fácil nos distrairmos com pensamentos, coisas acontecendo, com notícias, com entretenimento.

Tente identificar coisas que distraem você, especialmente aquelas que tiram sua energia, ou que tiram seu foco daquilo que realmente importa.

Conecte-se com a natureza

Durante a caminhada que faço pela manhã, bem como após o término, tenho o hábito de me conectar com a natureza, nem que seja de forma contemplativa.

Se você pode ter contato com a natureza, faça isso, nem que sejam alguns poucos minutos.

Dedique algum tempo à meditação

Já viu como às vezes algum recipiente com água suja faz com que toda sujeira vá para o fundo depois de algum tempo completamente parado?

Praticando a meditação, você pode tornar a “água turva” dos seus pensamentos, julgamentos e sentimentos, em água cristalina.

Se você não sabe como começar, pode apenas sentar, fechar os olhos e começar a reparar apenas sua respiração.

É normal você ficar impaciente, ou um monte de pensamentos tomarem sua mente, mais com a prática, toda essa atividade mental se rende.

Alimente sua mente, corpo e alma

Você pode fazer isso através de algumas atividades físicas como a caminhada que eu faço, ou se preferir, artes marciais ou yoga.

Estas atividades permitem que você tenha mais conexão com si mesmo.

Escreva num diário

Eu passei a escrever meu diário depois de ler esta recomendação em alguns livros de desenvolvimento pessoal.

Depois de meditar, você pode escrever sobre seus pensamentos, sentimentos ou observações.

Mas seja honesto e verdadeiro – é sua hora para refletir e experimentar de verdade, ninguém vai validar ou criticar.

Pode ser escrito à mão ou online – não recomendo que poste no Facebook!

Mas veja bem, não se trata de julgamentos, escreva seus pensamentos, sentimentos e observações apenas.

Tenha uma alimentação saudável

Você quer ser mais saudável e feliz? Se alimente corretamente.

Se você não sabe por onde começar, inicie removendo produtos alimentícios, excesso de carboidratos – especialmente amido e açúcar.

Sempre opte por comida de verdade, alimentos de verdade, que não passaram por processos industriais ou refinos, apenas colheita, corte ou embalagem.

Durma adequadamente

Sei que você deve ser alguém ocupado e com muita coisa para fazer.

Mas, um bom investimento que você pode fazer em você mesmo é descansar bem, dormir até que seu corpo se recupere.

tente criar um estilo de vida equilibrado com um tempo razoável para dormir.

Algumas pessoas precisam de mais horas de sono, mas eu costumo dormir uma média de 5-6 horas por noite – Mas sei que eu precisava tentar aumentar esse número.

Conclusão

Mindfulness é uma técnica incrível que vale a pena ser desenvolvida por todos aqueles que buscam Alta Performance.

Se você quer viver mais, melhor, com mais saúde, produzindo mais, você pode começar agora mesmo a praticar com as dicas simples que eu dei acima.

Para te ajudar a aprofundar sobre o assunto, listo alguns links abaixo:

Comunidades

Cursos

Livros

Vídeos

Links Relacionados